quinta-feira, 11 de abril de 2013

Irmãos Lumière




Os engenheiros franceses Louis Nicholas Lumière (1862–1954) e Louis Jean Lumière (1864–1948), conhecidos como os irmãos Lumière, são considerados, hoje, os pais do cinema, junto com Georges Méliès, também francês, tido como o pai do cinema de ficção.
Foram os Lumière que fabricaram o cinematógrafo (cinématographe), uma máquina de filmar e projetor de cinema. O aparelho – uma espécie de ancestral da filmadora – é movido a manivela e utiliza negativos perfurados, substituindo a ação de várias máquinas fotográficas para registrar o movimento. Este invento, contudo, causa polêmica, uma vez que tem sido atribuído aos Lumière, mas teria sido inventado por Léon Bouly, em 1892, que perdeu a patente, registrada pelos Lumière a 13 de Fevereiro de 1895. A primeira projeção pública de apresentação do cinematógrafo ocorreu em 28 de setembro de 1895, na primeira sala de cinema do mundo, o Eden, situado em La Ciotat, no sudeste da França. A partir de então, as imagens em movimento passaram a ocupar uma importante posição na cultura popular da época. 
Os irmãos Lumière desenvolveram, ainda, o primeiro processo de fotografia colorida, o autocromo (‘’autochrome’’); a placa fotográfica seca, em 1896; a fotografia em relevo (1920); o cinema em relevo (1935); e a chamada ‘’Cruz de Malta’’, um sistema que permite que uma bobina de filme desfile por intermitência.

Veja abaixo os primeiros filmes dos irmãos:

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.