quinta-feira, 2 de maio de 2013

Psicose



Por Ananda Oliveira


Nome Original: Psycho.
Ano: 1960
Diretor: Alred Hitchcock
Elenco:
Janet Leigh .... Marion Crane
Anthony Perkins .... Norman Bates
Vera Miles .... Lila Crane
John Gavin .... Sam Loomis
Martin Balsam .... Detective Milton Arbogast
John McIntire .... Xerife Al Chambers
Simon Oakland .... Dr. Fred Richmond
Vaughn Taylor .... George Lowery
Frank Albertson .... Tom Cassidy
Lurene Tuttle .... Eliza Chambers

Sinopse: Marion Crane rouba a firma em que trabalha e foge para recomeçar sua vida.Uma tempestade a faz parar num hotel de beira de estrada, onde é recebida por Norman Bates, que cuida do lugar. Quando Marion desaparece, sua irmã e o amante decidem investigar. 


Na trama Marion tem uma vida comum de trabalho e é amante de um homem casado. Ela rouba 40 mil dólares do seu chefe e foge sem rumo, afim de começar uma vida nova. No caminho elá é surpreendida por uma tempestade muito forte o que a força a fazer uma parada no Bate's Motel. Já na cidade que havia deixado, Marion é dada como desaparecida o que faz com que sua irmã e seu amante decidam ir a procura dela, refazendo seus passos até chegar no Bate's Motel.


Desde o início do filme nota-se as cartas do suspense que Hitchcock joga na mesa. A começar pela trilha sonora de abertura dos créditos que parece dizer ao espectador "Prepare-se para levar muitos sustos".  A partir daí o filme vai se desenvolvendo causando tensão sem fazer o expectador piscar. Em parte a obsessão do diretor pelo filme foi um ingrediente a mais para que chegasse a perfeição. 

A cena da morte de Marion no chuveiro é muito famosa, pois ela consegue impactar o escpectador de diferentes formas como: "A mocinha morreu?", "Quem é esse assassino?", e é claro o medo. Essa cena causou grande impacto por ser muito forte para a época. Especialmente pela rigorosidade do diretor de deixá-la o mais realista possível. Nas gravações uma modelo nua foi utilizada por Hitchcock em algumas das cenas, na intenção de criar esse realismo. O sangue na cena do chuveiro foi feito com calda de chocolate.



Psicose foi filmado em preto e branco por opção do próprio Alfred Hitchcock, pois considerava que a cores o filme ficaria "ensanguentado" demais. Logo seria esteticamente poluído.

O filme consegue ser surpreendente e assustador assim que o diretor deixa escapar os "Ás" da manga nos momentos certos. 

Esse filme é considerado a obra prima do suspense.


Por trás de  Psicose

No livro "Alfred Hitchcock e os Bastidores de Psicose", é relatado um romance que teve como inspiração uma série de crimes reais (o livro Psycho). A produção se transformou numa verdadeira obsessão para o consagrado diretor, e apesar da desaprovação da Paramount, Hitchcock decidiu ir em frente e concretizar sua visão artística, arcando com todos os custos.

O autor, Stephen Rebello, entrevistou os principais nomes do elenco e da equipe técnica resultando num produto com relato detalhado, cheio de episódios reveladores, lançado originalmente nos Estados Unidos em 1990. 

O livro foi adptado para o cinema com o titulo de "Hitchcock", estrelado por Anthony Hopkins, Helen Mirren, Scarlett Johansson e grande elenco. Que por sua vez capta o que se passou pela mente do diretor durante a produção do filme e a sua obsessão pelo mesmo.


Uma cena curiosa no filme é a estréia de Psicose. Onde Hitchcock deixa claro que assim que o filme iniciasse nenhuma pessoa entraria ou sairia da sala. O diretor fica do lado de fora dando espiadinhas no público, colocando a orelha atras da porta e se empolgando com a trilha sonora acompanhada de gritos. É impossível não notar a satisfação do mestre do suspense brilhantemente interpretado por Anthony Hopkins.


Alfred Hitchcock comprou anonimamente os direitos do livro de Robert Bloch (Pshyco), por  9 mil dólares, e retirou todos os exemplares das lojas. Ele distribuiu várias cópias do livro para a produção, mantendo sempre em segredo o final da história.

O custo de produção de Psicose custou 800 mil dólares e faturou mais de 40 milhões nas bilheterias.


Atualização

Série baseada no motel de Psicose.



Bates Motel é um prelúdio de Psicose. A história se passa na cidade fictícia chamada White Pine Bay em Oregon, ao invés da cidade de Fairvale na Califórnia, como o filme. A trama se passa no século 21e não no tempo do filme de Hitchcock. A série mostra a infância de Norman Bates (Freddie Higmore) e seu relacionamento com sua mãe, Norma (Vera Farmiga).

ATENÇÃO: Essa série não é indicada para quem não assistiu Psicose.




Curiosidades

Oscar 1961 (EUA) - Foi indicado nas categorias de melhor atriz coadjuvante (Janet Leigh), melhor fotografia, melhor direção de arte e melhor direção.

Globo de Ouro 1961 (EUA) - Venceu na categoria de melhor atriz coadjuvante (Janet Leigh).

Prêmio Edgar 1961 (Edgar Allan Poe Awards, EUA) - Venceu na categoria de melhor filme.


Assistindo Psicose aprendi a sempre trancar a porta do banheiro.
E você, vai se render ao mestre do suspense?

  Um comentário:

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.