terça-feira, 26 de novembro de 2013

Beleza Americana



Por Ananda Oliveira

Nome Original:  American Beauty
Ano: 1999
Diretor:  Sam Mendes
Elenco
Kevin Spacey …. Lester Burnham
Annette Bening … Carolyn Burnham
Wes Bentley … Ricky Fitts
Thora Birch ….  Jane Burnham
Mena Suvari  …. Angela Hayes
Chris Cooper …. Coronel Frank Fitts
Allison Janney …. Barbara Fitts
Peter Gallagher .... Buddy Kane
Scott Bakula .... Jim Olmeyer
Sam Robards .... Jim Berkley

Sinopse: Lester Burham (Kevin Spacey) não aguenta mais o emprego e se sente impotente perante sua vida. Casado com Carolyn (Annette Bening) e pai da "aborrecente" Jane (Tora Birch), tem como melhor momento de seu dia quando se masturba no chuveiro. Até que conhece Angela Hayes (Mena Suvari), amiga de Jane. Encantado com sua beleza e disposto a dar a volta por cima, Lester pede demissão e começa a reconstruir sua vida.


Mendes disse que American Beauty era um filme rito de passagem sobre aprisionamento e fuga do aprisionamento. A monotonia da existência de Lester é estabelecida através de seu local de trabalho, cinza e indefinível, e suas roupas sem personalidade.

Primeiramente podemos observá-lo preso à sua rotina diária e sua personalidade de fracassado, descuidado e depressivo. A partir do momento que consome maconha ele se sente rumo a fuga desse aprisionamento e ao mesmo tempo se vê na oportunidade de fugir da existência suburbana materialista, banal e tediosa em que vive. Conclusão: Lester resolve jogar tudo isso pro alto, pois ele passa a ver a vida toda à frente.

O autor define suas personagens através da sexualidade. As tentativas de Lester para reviver sua juventude, por exemplo, são o resultado direto de seu desejo por Angela ; o estado de sua relação com Carolyn é, em parte, mostrado através de sua falta de contato sexual; jáCarolyn também é sexualmente frustrada.

Produção

Alan Ball tinha previamente escrito Beleza americana como uma peça teatral. A princípio ele não esperava vender o roteiro, acreditando que o mesmo atuaria mais como um chamariz, porém American Beauty atraiu a atenção de várias companhias.

"Acho que eu estava escrevendo sobre ... como está ficando cada vez mais difícil viver uma vida autêntica quando vivemos em um mundo que parece se focar na aparência ... Em todas as diferenças entre o agora e a [década de 1950], de muitas maneiras isto é apenas uma época conformista ... Você vê tantas pessoas lutando para viver uma vida autêntica e então quando elas chegam lá se perguntam por que não estão felizes ... Eu não percebi isso quando sentei para escrever [American Beauty], porém essas ideias são importantes para mim". — Alan Ball


Sam Mendes só foi escolhido para a direção após vários outros diretores terem recusado a oportunidade. O diretor já possui vasta experiência no teatro. Esse foi o primeiro filme dirigido por Mendes.

Filmagens

O estilo visual dominante de Mendes foi deliberado e composto com um desenho minimalista que fornecia "um sentimento esparso, quase surreal – uma interpretação brilhante, nítida e quase Magritte do subúrbio americano".
A visão de diretor teatral de Mendes foi utilizada meticulosamente, como o momento em que usou uma pequena aproximação para a mesa de jantar dos Burnham. Ele manteve o plano porque seu treino como diretor de teatro o ensinou sobre a importância de manter certa distância entre as personagens. Queria manter a tensão da cena apenas cortando o plano quando Jane deixa a mesa.

Mendes evitou usar close-ups, já que acreditava que a técnica havia sido usada em excesso. Resolveu então seguir o conselho de Spielberg: imaginar a silhueta do público na parte de baixo do monitor da câmera, tendo em mente que estava filmando algo que seria exibido em uma tela de dez metros. Spielberg – que visitou as gravações algumas vezes – também aconselhou que Mendes não se preocupasse com custos caso ele tivesse uma "grande ideia" ao final de um longo dia de trabalho. Mendes disse, "Isso aconteceu umas três ou quatro vezes, e todas estão no filme".

As filmagens duraram cinquenta dias.

Na edição final o diretor terminou por retirar quase 5 minutos do final do filme, alternando radicalmente o fim da história.


Para entender Beleza Americana você precisa apenas manter em mente uma frase: OLHE MAIS PERTO.


Prêmios

OSCAR

Ganhador: Melhor Filme, Melhor Diretor - Sam Mendes, Melhor Ator - Kevin Spacey, Melhor Roteiro - Alan Ball e Melhor Direção de Fotografia.

Indicado: Melhor Atriz - Annette Bening, Melhor Edição e Melhor Música Original.

BAFTA

Ganhador: Melhor Filme, Melhor Ator - Kevin Spacey, Melhor Atriz - Annette Bening, Melhor Direção de Fotografia e Melhor Edição.

Indicado: Melhor Ator Coadjuvante -Wes Bentley, Melhor Atriz Coadjuvante - Thora Birch, Melhor Atriz Coadjuvante - Mena Suvari, Melhor Roteiro Original - Alan Ball, Melhor Design de Produção, Melhor Maquiagem e Melhor Som.

GLOBO DE OURO

Ganhador: Melhor Filme – Drama, Melhor Diretor - Sam Mendes e Melhor Roteiro - Alan Ball.


Indicado: Melhor Ator - Drama - Kevin Spacey, Melhor Atriz - Drama - Annette Bening e Melhor Música Original.

Até o próximo cine clube

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.