quinta-feira, 4 de abril de 2013

O Não Espetacular Remake




Por Ananda Oliveira

Ano passado os fãs do aracnídeo foram presenteados com “O Espetacular Homem-Aranha”. Que infelizmente não teve nada de espetacular, ao meu ver. Porém, por mais incrível que pareça, foi um sucesso e esse ano o segundo já está em fase de produção.

Esse remake tem um estilo realista. O que tornou o filme incrivelmente irritante. Afinal, não é porque a trilogia Batman do Nolan deu certo, que com um herói da Marvel iria dar. Porque convenhamos... O que é realista nas criações de Stan Lee? Também é importante pontuar que o remake foi feito muito cedo, apenas 5 anos depois do “Homem- Aranha 3”.

O filme possui bons elementos como uma trilha sonora muito boa. Nele é mostrado como foi feito o lançador de teia. A interpretação dos atores é excelente. As cenas de ação fazem a sua parte. Gwen Stacey foi colocada no filme como interesse romântico de Peter Parker, esse foi um acerto perfeito. O único defeito foi o roteiro, que foi muito fraco.

ALERTA SPOILERS

O filme começa mostrando o jovem Peter Parker cursando o ensino médio, assim como nos quadrinhos do “Espetacular Homem-Aranha”. O novo Peter tem um estilo completamente fora do padrão NERD, que é o característico do personagem. No filme ele é um “bad boy” que no começo do filme arrumou briga com Flash Tompson.

Outro ponto, que há muito tempo nos quadrinhos foi julgado interessante e descartado pelo público, é a história dos pais do Peter. Que no filme serve apenas de introdução se mostrando completamente desnecessário. Convenhamos, não fez falta nos quadrinhos e não fez falta nos filmes anteriores. A única função foi fazer uma ligação com o vilão Dr. Connors. Que foi um personagem bem explorado. Pois teve uma boa explicação de como aconteceu a mutação desde os motivos até a execução. Mas o lagarto não é um vilão racional. Ele é uma fera. No filme ele tinha um plano do mal, que o objetivo era transformar todo o mundo em lagartos. O que tornou a idéia infantilizada demais.

Eu entendo querer dar uma "inovada" na história de como ele foi picado pela aranha. Justamente pra não ficar repetitivo. Mas nessa versão ele se infiltra no meio de estagiários da OSCORP, se dispersa do grupo e vai parar numa sala que tinha "na pratica" a pesquisa do seu pai. Ele entra num lugar cheio de aranhas, ele puxa um fio que causa um probleminha, e as aranhas caem em cima dele. Depois ele vai falar com a Gwen e é picado por uma aranha que caiu na roupa dele. Pra quem não sabe, ou não lembra ele foi picado durante uma excursão.

Uma cena que me fez sentir vergonha de assistir foi a da morte do tio Ben.  Ele morreu de um jeito inocente como no anterior, mas foi uma situação rápida. Ainda pior foi o motivo de ele ir atrás do sobrinho. Eles tiveram uma discussão, e Ben foi atrás de Peter para leva-lo de volta pra casa. E ele morre tentado desarmar o ladrão. O tio Ben é uma figura importante para Peter. Mas não necessariamente ele deve morrer como herói.

Enquanto assistia o filme tinha uma coisa que me deixou muito incomodada. O homem aranha passou a maior parte do filme sem a máscara. A Gwen, o pai dela e o lagarto sabem que o Homem-Aranha é o Peter Parker. Honestamente acho isso uma falta de respeito. Porque em todos os filmes, desenhos e edições de quadrinhos você vê a preocupação que ele tem de colocar as pessoas que ele ama em perigo. A importância disso pro desenvolver da história é muita. Eu sinceramente achei que estava assistindo o filme do Homem de Ferro.

FIM DO ALERTA SPOILERS

O futuro do herói no cinema é incerto em relação ao contexto da história. O que decepciona os fãs que a muito tempo acompanha o avanço do herói nos quadrinhos. Mas para os produtores é apenas mais dinheiro que entra no bolso. Uma franquia como essa vale muito, mas não adianta valer tanto se não for bem trabalhada. 

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.