quinta-feira, 11 de abril de 2013

Um romance inocente e puro



Ontem assisti o curta-metragem “Eu não quero voltar sozinho” e simplesmente fiquei encantado com o roteiro, foi uma coisa simples, real e meiga. Um dos curtas-metragens brasileiros mais bem-sucedidos de 2010, com mais de 40 prêmios nacionais e internacionais e ultrapassou a marca de 1 milhão de visualizações na internet. 


"Eu Não Quero Voltar Sozinho" conta a delicada história de um amor adolescente entre um estudante cego e um colega de escola, durante uma entrevista Daniel Ribeiro, o diretor e roteirista, contou que a ideia surgiu na época em que estava finalizando seu TCC sobre personagens homossexuais no cinema brasileiro, e veio à mente desenvolver a história de um adolescente cego descobrindo sua sexualidade. Como a atração sexual geralmente está vinculada à visão, ele contou que parecia interessante abordar as descobertas de um personagem que não possui esse sentido. Além disso, os atores foram muito bem escolhidos, Ghilherme Lobo viveu Leonardo, o garoto com a deficiência visual, Tess Amorim interpretou Giovana que é a melhor amiga do rapaz e por fim Fabio Audi que é o aluno novato chamado Gabriel.

O roteirista do curta, fez um ótimo trabalho. É muito interessante a forma que Leonardo vai gostando de Gabriel, apenas com sentimentos verdadeiros e inocente, o fato de não ser uma atração física, e sim por caráter e simpatia, além disso há uma sensibilidade incrível, sendo simples, doce, bonito, muito bem filmado e o elenco bem espontâneo.

Após o sucesso de visualizações nas redes sociais com o curta “Eu não quero voltar Sozinho”, Daniel decidiu criar o longa-metragem baseado nele, com o titulo de “Todas as Coisas Mais Simples” contará com o mesmo elenco do curta. Esse será o primeiro longa do diretor. 

É ótimo ver que a história de Leonardo terá mais tempo na tela para construir uma relação ainda mais forte com o espectador. 
Para Daniel, esse universo é interessante “porque retrata um momento da vida cheio de descobertas, conflitos e transformações. Filmes sobre a adolescência podem servir de espelho para um público jovem. Essas histórias e personagens os ajudam a entender quem eles são e o que podem ser”.

O filme já foi concluído e tem previsão de estréia somente para 2014, sem data ainda, o que nos resta é esperar ansiosamente. Confira abaixo uma foto dos bastidores.

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.