sexta-feira, 5 de julho de 2013

Especial Bollywood



Por Ananda Oliveira
Bollywood é a maior indústria de cinema indiana. Atualmente sua popularidade tem cruzado a fronteira nacional.

O nome dado a indústria cinematográfica híndi surgiu a partir da fusão de Bombaim (antigo nome da cidade Mumbai, local onde se concentra a indústria) e Hollywood (nome da indústria cinematográfica americana).  

Caminhando pelo tempo


O primeiro filme feito na Índia foi Raja Harishchandra (1913) por Dadasaheb Phalke. A indústria cinematográfica da Índia produzia cerca de 200 filmes por ano na década de 1930.

O primeiro filme sonoro indiano foi Alam Ara (1931) por Ardeshir Irani. O filme foi um grande sucesso, mostrando que filmes sonoros e musicais possuíam um grande mercado. Sendo assim, Bollywood e outras indústrias regionais passaram a produzir filmes mais rapidamente.
Cena de Alam Ara

As décadas de 1930 e 1940 foram épocas tumultuosas. A Índia foi afetada pela Grande Depressão, pela Segunda Guerra Mundial, pelo movimento de independência da Índia e pela violência da partição da Índia. O fim da década de 1960 e início dos anos 1970 foi a época dos filmes românticos e de ação. Por volta de meados da década de 1970, os filmes românticos deram lugar a filmes violentos sobre criminosos e bandidos.

Em meados da década de 1990, a tendência voltou para os romances musicais centrados na família. Por esta altura, também, começaram a fazer sucesso os filmes de ação e comédias. Esta década também marcou o cinema artístico que conseguiu algum sucesso nas bilheteiras.

A partir de 2000, Bollywood viu aumentar a sua popularidade no mundo. O que levou a indústria a atingir novos desafios em termos de qualidade técnica e inovação. Isso levou a um maior sucesso de bilheteiras na Índia e no exterior, com filmes tais como Devdas, Kal Ho Naa Ho, Veer-Zaara, Dhoom 2, Khabi Alvida Naa Kehna e Om Shanti Om.

Cinema Indiano

Ao longo dos anos, Bollywood tem tido uma crescente popularidade e tem ganhado a atenção do público e dos produtores ocidentais.

Recheando o filme


Como característica marcante dos filmes Indianos, temos a música. Na grande maioria, os filmes tem números musicais, onde as músicas são dubladas pelos atores. O sucesso de um filme depende muito da qualidade dos seus números musicais. Geralmente as músicas costumam ser lançadas antes da estreia do filme, para aumentar o interesse do público no filme.

Músicas e danças, triângulos amorosos, comédia e ação são todos misturados num espetáculo que geralmente tem três horas de duração com intervalo. Esses tipos de filmes são chamados de masala, que é o nome dado a uma mistura de especiarias da culinária indiana. Tal como os masalas da culinária, estes tipos de filmes são uma mistura de muitos gêneros.

Os enredos tendem a ser melodramáticos, sendo ainda mais caracterizados pela atuação teatral dos atores. Frequentemente empregavam ingredientes tais como amores impossíveis, triângulos amorosos, laços familiares, sacrifícios, políticos corruptos, sequestradores, terríveis vilões, cortesãs com coração de ouro, parentes há muito desaparecidos, irmãos separados pelo destino, mudanças de sorte dramáticas e coincidências convenientes.

Atualmente a grande diáspora de indianos nos países de língua inglesa e a maior influência ocidental na própria Índia tem levado os filmes de Bollywood a se aproximarem dos modelos de Hollywood. Beijos em filmes não são mais considerados um tabu, porém aparecem raramente. Os enredos mostram uma vida urbana com encontros ao estilo ocidental. Já casamentos por combinação são cada vez menos vistos.

Música e dança em Bollywood


As canções dos filmes de Bollywood são geralmente gravadas por um cantor profissional e, depois, os atores fazem a sincronização labial com a letra da música, geralmente ao mesmo tempo em que dançam. Enquanto que a maior parte dos atores, especialmente os da atualidade, são também excelentes dançarinos, apenas poucos são também cantores.

Diálogos e letras de música

Homem ajustando luz com cobertor escuro


Os diálogos são geralmente escritos em hindi comum, de modo a que possa ser entendido pelo maior público possível. Alguns filmes tem usado dialetos regionais para invocar um cenário de aldeia. Por vezes é usado o urdu antigo, em filmes de época, que retratam a era Mongol. Os filmes contemporâneos também fazem bastante uso do inglês.

Filmes


Não se pode falar de Bollywood sem indicar alguns de seus melhores filmes.

Umrao Jaan (2006)


Sinopse: Umrao Jaan é uma cortesã real do século XIX, em Lucknow. Quando criança a pobre moça foi raptada e vendida a um bordel, onde aprendeu poesia, música e dança. Na época também ocorre a invasão Mongol. Em sua Jornada Jaan se depara com um suceder de desilusões.

O filme é longo, mas vale muito a pena. O drama é bem trabalhado e, dependendo da situação, chega a ficar pesado.

Dica do Pipoca: Esse filme é muito emocionante. Então, caixinha de lenço, toalha e até um pano no chão.

Jodhaa Akbar (2008)


Sinopse: No século 16 o jovem Jalaluddin é coroado e ganha o título de Akbar, o Grande. Em seus esforços para fortalecer suas relações com os hindus, Akbar aceita desposar a bela e desafiante Jodhaa.

A trama é baseada na lenda de mesmo nome. È interessante ver o romance se desenvolvendo aos poucos. O filme garante fortes emoções e belos números musicais.

Zindagi Na Milegi Dobara (2011)



Sinopse: Kabir está noivo e para despedida de solteiro ele se junta aos amigos para uma viagem de 3 semanas pela Espanha. Sendo esse um plano de férias que eles haviam planejado ter após a faculdade, mas que nunca aconteceu.

A trama contem um pouco de romance e drama, transborda por uma comédia sadia e dançante. È muito bom ver a construção dos personagens de pouco em pouco e também vê-los vencerem seus limites. Um filme para se ver com grandes amigos.

O Rei de Bollywood


Shahrukh Khan (também conhecido como Shah Rukh Kha ou SRK) é um ator de filmes indianos, produtor e apresentador. O ator, também conhecido como King Khan, tem uma vasta filmografia.

Aqui fazemos um Top 5 dos seus melhores filmes.

1- Meu nome é Khan (2010)


Sinopse: Rizwan Khan é um homem com Síndrome de Asperger, um tipo de autismo. Ele se apaixona por Mandira, com quem mais tarde casa. Tudo vai muito bem, até o dia 11 de setembro. Rizwan e Mandira começam a enfrentar dificuldades e preconceito, pois Rizwan é mulçumano assim como seu sobrenome, adotado por Mandira e seu filho. Eles acabam se separando e Rizwan começa uma jornada pelo país para conseguir Mandira de volta. Ele acaba inspirando otimismo e alegria no coração das pessoas que encontra pela disseminação de mensagens por onde quer que passe.

Esse filme é emocionante. Ele passa não só uma mensagem de amor, mas também que todas as raças e religiões devem ser respeitadas. A inocência de Khan é de conquistar o mais duro dos corações. Esse filme não possui números musicais.

Dica do Pipoca: uma caixa de lenços é essencial.

2- Rab ne Bana di Jodi (2008)


Sinopse: Surinder Sahni é um cara simples, de coração limpo e trabalhador honesto, que conduz uma vida monótona. Taani vê o mundo inteiro como uma tela. Ela pinta sua própria vida com as cores do arco-íris. Circunstâncias imprevistas mudam tudo e os unem. Para conquistar o amor sonhado da moça, Surinder cria (liberta) o seu total oposto (eu verdadeiro) Raj.

È uma comédia romântica que rende muitas risadas e até algumas lágrimas.

3- Saga Don

Don  (2006)

Sinopse: Vijay é um homem simples da cidade de Mumbai. É recrutado por um agente da polícia para se passar por Don, o integrante mais influente de uma quadrilha internacional de contrabandistas. No decorrer da situação as coisas vão mal, o policial é morto e agora Vijay está sozinho na sua missão.

A principio é mais um filme de ação como os que estamos habituados. Mas todo o esquema por trás dos panos surpreende. A trama é incrivelmente bem estruturada e sem falhas, de deixar o espectador de boca aberta.

Don 2  (2011)

Sinopse: Don está de volta com um novo desafio e um grande plano que vai juntar novos amigos e velhos inimigos. A policial Roma toma para si a missão de capturar Don.

A sequência de Don faz jus ao nome e dá uma aprofundada no personagem. Como o anterior, também deixa o espectador surpreso com o final.

4- Ra – One  (2011)


Sinopse: Um especialista em games quer ser um super-herói para seu filho que, por sua vez, como muitas crianças, acha os vilões mais legais. Seu pai se esforça para impressioná-lo com um novo game que esta projetando. Ele cria um poderoso anti-herói Ra One contra o bonzinho e aparentemente mais fraco G One. Por uma alteração tecnológica criada pelo ambiente e pela inteligência artificial do vilão do jogo, os personagens são transportados para a realidade em que vivemos.

É um filme interessante e muito divertido pela ficção cientifica desenvolvida nele.

5- Veer – Zaara (2004)


Sinopse: Saamiya Siddiqui é uma jovem advogada paquistanesa que pega o seu primeiro caso, do acusado Veer. Ele passou vinte e dois anos preso sem falar. Porém, ao ser tratado com respeito por Saamiya, ele lhe conta sua história.

O filme possui uma doçura em sua historia, capaz de fazer qualquer um se apaixonar pela linda história de amor de Veer e Zaara.

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.