sexta-feira, 5 de julho de 2013

Cantando na Chuva



Por Ananda Oliveira


Nome original: Singing in the Rain
Ano: 1952
Diretor: Stanley Donen e Gene Kelly
Elenco:
Don Lockwood ... Gene Kelly
Kathy Selden ... Debbie Reynolds
Lina Lamont ... Jean Hagen
Cosmo Brown ... Donald O'Connor
Zelda Zanders ... Rita Moreno
R.F. Simpson ... Millard Mitchell

Sinopse: Don Lockwood e Lina Lamont são dois dos astros mais famosos da época do cinema mudo em Hollywood. Uma novidade no mundo do cinema chega para mudar totalmente a situação de ambos no mundo da fama: o cinema falado, que logo se torna a nova moda entre os espectadores. 


Cantando na chuva é um dos maiores musicais de todos os tempos. Simplesmente porque ele não tem, apenas, a função de musical, mas ele retrata, também, uma parte importante da história do cinema; a transição dos filmes mudos para os filmes falados. Interessante a forma como é mostrada como era feita a captação do áudio, a sincronização de áudio e imagem e a gravação do áudio em estúdio (parte da dublagem).

A trama é recheada de amor, ganância e, claro, muita música. Romance: ao conhecer Kathy, Don vai se apaixonando por ela aos poucos. Enquanto isso, Lina segue obcecada pelo “amor” que sente por Don, segundo as revistas de fofoca. Ganância: Lina quer manter o status de estrela, que tinha na época dos filmes mudos. Para isso está disposta a tudo. Música: Afinal, o que seria de um musical sem música?

Detalhes dos Bastidores


Parte da inspiração para o filme partiu de uma história verídica. Os roteiristas compraram uma casa em Hollywood de um antigo astro do cinema mudo que teve a carreira e a vida arruinadas com a mudança do cinema mudo para o falado.

O roteiro de Cantando na Chuva foi escrito somente após a escolha das canções que fariam parte do filme. Assim, a dupla Betty Comden e Adolph Green teve que desenvolver uma história onde as canções se encaixassem.

Na clássica cena da chuva que aparece no filme enquanto Gene Kelly canta "Singin'in the rain", não foi utilizada apenas água, mas sim uma mistura de água com leite. Outro detalhe é que durante as filmagens dessa cena Gene Kelly estava com febre. Vale resaltar que a chuva cenográfica  fazia a roupa de Kelly encolher, assim ele teve que trocar de figurino várias vezes até que a cena ficasse pronta.

Donald O’Connor também sofreu durante as filmagens. Depois da gravação do número “Make ‘Em Laugh”, em que ele pula, cai no chão e dá piruetas seguidas, o ator ficou seriamente contundido e teve que ficar afastado dos sets por vários dias, em repouso. Mais tarde houve um problema e a cena teve que ser refeita.

Mesmo parecendo ótimos parceiros em cena, Gene Kelly e Debbie Reynolds tiveram severas discussões nos sets. Kelly reclamava que Reynolds não sabia dançar, o que fez a atriz chorar pelos cantos durante as filmagens. Ninguém menos que Fred Astaire a encontrou deprimida e tentou lhe ajudar dando aulas de dança. A solidariedade do ator funcionou.

Apesar do filme passar a ideia de que Kathy dubla a voz de Lina Lamont, ironicamente foi a voz de Debbie Reynolds que teve que ser dublada por Betty Noyes nas canções “Would You” e “You Are My Lucky Star”.

Os negativos originais de Cantando na Chuva foram destruídos em um incêndio.

Apesar da boa bilheteria após a estreia, Cantando na Chuva foi tirado de cartaz em diversos cinemas pouco tempo depois, em função do relançamento de Sinfonia de Paris. Justamente porque os estúdios não queriam que dois filmes estrelados pelo mesmo ator competissem um com o outro.

Curiosidades


O filme ganhou pouquíssimos prêmios.

O único notável é o Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante para Donald O'Connor. Além de ter sido indicado para Melhor Filme Comédia/Musical

Ganhou o prêmio de Melhor Roteiro nos Writer Guild of America Awards.

No Oscar o filme foi praticamente esnobado, sendo indicado apenas para Melhor Atriz Coadjuvante (Jean Hagen) e para Melhor Trilha Sonora (Lennie Hayton).




Cantando na Chuva completou 61 anos em 2013. Sendo ainda considerado o maior musical de todos os tempos.

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.