terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Primavera para Hitler



 Por Ananda Oliveira


Titulo Original: The Producers
Ano: 1968
Diretor: Mel Brooks
Elenco:
Gene Wilder .... Leo Bloom
Zero Mostel .... Max Bialystock
Dick Shawn .... 'L.S.D.' - Lorenzo St. DuBois
Kenneth Mars .... Franz Liebkind
Lee Meredith .... Ulla
Zale Kessler .... Roger Dupree

Sinopse: Produtores da Broadway fracassados resolvem criar um plano para ganhar dinheiro: superfaturar um espetáculo, fazer com que seja um fracasso e só dure um dia, assim todo o dinheiro ficaria para eles. Mas tudo dá errado quando a peça se torna um sucesso.


Sim, se você conhece apenas a versão musical com Nathan Lane e Mathew Broderick você conhece o remake.

Por que falar de um se ambos são divertidos?

A comédia escrita e dirigia por Mel Brooks possui um humor excêntrico e uma criatividade parecida ter vindo de outro mundo.

No filme Leo e Max fazem uma parceria com o objetivo de colocar o pior musical do mundo na Broadway , pensando em lucrar com o fracasso. Infelizmente, o plano fracassa e eles se veem enrascados.

Existem muitas cenas divertidas, como a quando Max sai com as senhorinhas que dão dinheiro pra ele produzir a peça; os ataques histéricos de Leo; Ulla dançando loucamente toda vez que a mandam trabalhar; a casa do diretor que se veste de mulher e por ai vai.




Este filme marca o primeiro trabalho de Brooks e Gene Wilder.

 Em 2001 o filme foi adaptado para musical da Broadway, pelo próprio Brooks, quando Max e Leo foram interpretado, respectivamente, por Nathan Lane Matthew Broderick. O musical foi um grande sucesso de público e de crítica. Como consequência ganhou 12 Tony (Premio de musicais).

Diferenças

Embora ambos filmes tenham o mesmo nome, possuem características peculiares. A começar por um ser musical e o outro comédia, o que, consequentemente, altera o roteiro e parte do desfecho de cada história. Na versão original, ao serem surpreendidos com o sucesso do musical, Leo, Max e Franz decidem explodir o teatro com todos os atores dentro. No remake Leo foge com Ulla pro Rio e Max é preso.


Personagens




Leo e Max continuam com a mesma essência. Leo é um covarde que tem ataques histéricos e Max um produtor fracassado, desesperado pra fazer dinheiro. A parceria de ambos gera uma amizade forte.


  

Ulla, no entanto, possui uma importância maior na nova versão. Antes ela era puro alívio cômico por ser uma suíça burra e bonita. Já na versão recente, ela faz par romântico com Leo e se descobre atriz.



Franz Liebkind, o maio fã de Hitler, o escritor de Primavera para Hitler, que diz – embora muitos não saibam – que o Fuher era um ótimo dançarino, teria chance de interpretar o ídolo, se não tivesse quebrado as pernas.

Roger e Carmen possuem uma casa maior na versão atual e uma equipe criativa composta por um dançarino, todo o pessoal do YMCA e um sapatão, diferente do original, onde só se tinha ambos em uma cena curtíssima. Resaltando que dessa vez Carmen não se parece com um lobisomen.

A versão de 2005 foi adaptada e produzida por Brooks e a direção ficou por conta de Susan Stroman.

Aqui está um dos números musicais do filme.


Prêmios (versão original)
Oscar
Vencedor: Melhor Roteiro Original
Indicado: Melhor Ator Coadjuvante (Gene Wilder).

Globo de Ouro
Indicado: Melhor Ator - Comédia/Musical (Zero Mostel) e Melhor Roteiro.
A versão musical foi indica ao Globo de Ouro nas categorias: Melhor Filme - Comédia/Musical, Melhor Ator - Comédia/Musical - Nathan Lane, Melhor Ator Coadjuvante - Will Ferrell, Melhor Canção Original - "There's Nothing Like a Show on Broadway"

E não se esqueça!
Não importa o que o que você faz no palco.
Keep it leve, Keep it brilhante e keep it gay!

tumblr_mfi2f8uXw01rk5hz2o1_400


0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.