quarta-feira, 23 de abril de 2014

5 Trilhas Sonoras que superaram os próprios filmes



Não querendo dizer que os filmes em questão foram ruins, mas as trilhas sonoras conseguiram, de alguma forma, serem mais épicas ou atmosféricas que os mesmos.

Por João Pedro Rodrigues

O Código Da Vinci (The Da Vinci Code – 2006)



Como eu disse, não que o filme tenha sido ruim, mas acho que se preocupou muito em seguir o livro e se esqueceu do suspense e da caracterização dos personagens. Contudo, as trilhas épicas e estrondosas compostas por Hans Zimmer salvam 60% do filme.



Footloose (1984)


O filme inclui sons que bombaram nos anos 80, como Let’s Hear It For The Boy, Holding Out For A Hero e Hurts So Good. Mas, sério, um filme sobre uma cidade que proíbe a dança???



Batman Eternamente (Batman Forever – 1995)
Muitos odeiam e outros até curtem a versão mais cartunesca e infantil do Homem-Morcego, mas não dá pra negar que o filme foi um sucesso na metade dos anos 90. Apesar da notável queda de qualidade pós-Burton, o filme tem como trunfo o ótimo tema composto por Elliot Goldenthal, quase tão bom quanto o famoso tema de Danny Elfman, além de incluir canções de bandas como U2, Brandy e The Offspring.

Top Gun (1986)
Top Gun foi um filme bombástico na década de 80, mas sua trilha sonora conseguiu ser mais bombástica ainda! Acho que todos ainda se lembram dos clássicos Dangerzone, por Kenny Loggins; Take My Breath Away, por Berlin e Heaven in Your Eyes, por Loverboy.

A Vila (The Village – 2004)
Também conhecido como uma das maiores decepções de 2004, talvez porque o pesado marketing do filme indicava um filme bem mais “ousado” do que M. Night Shyamalan poderia produzir. Contudo o filme se salva pela soberba Soundtrack, assinada por James Newton Howard; bem atmosférica, fazendo ótimo uso de instrumentos de cordas (ótima para ser ouvida à parte do filme).

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.