sexta-feira, 25 de julho de 2014

5 Clássicos da literatura transformados em filmes




Em comemoração ao Dia do Escritor, citaremos 5 clássicos inicialmente criados pela literatura, mas adaptados à sétima arte.


Por João Pedro Rodrigues
Memórias Póstumas (2001)


Baseado no romance de Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas, publicado em 1881, a trama sobre o defunto-autor ganhou uma primeira adaptação em 1985, “Brás Cubas”, dirigido por Júlio Bressane e outra em 2001, dirigida por André Klotzel e estrelando Reginaldo Faria, Marcos Caruso, Quincas Borba e Sônia Braga.

O Conde Monte Cristo (The Count of Monte Cristo – 2002)


Um dos romances mais famosos de Alexandre Dumas, Le Comte de Monte-Cristo, publicado em 1844, ganhou sua 2ª adaptação cinematográfica em 2002, dirigida por Kevin Reynolds e estrelando Jim Caviezel. A trama sobre a vingança de um homem mantido em cativeiro por 20 anos já havia ganhado uma adaptação em 1934, dirigida por Rowland V. Lee

Drácula (Dracula – 1931)


O vampiro mais famoso da literatura teve sua primeira aparição para o cinema em 1931, no filme homônimo de Tod Browning, sendo eternizado pelo ator húngaro Béla Lugosi. O romance, escrito pelo irlandês Bram Stoker e publicado em 1897, conta a história de Jonathan Harker, um solicitador inglês que vai à Transilvânia resolver questões legais sobre propriedades adquiridas pelo Conde Drácula e descobre que há algo mais por trás da excentricidade do Conde. O romance também possui uma adaptação cinematográfica não-oficial, Nosferatu, de 1921.

Os Miseráveis (Les Misérables – 2012)


Les Miserábles é uma das obras mais importantes do francês Victor Hugo. Escrito em  1862, o romance conta a trágica história do ex presidiário Jean Valjean, condenado a 19 anos pelo simples furto de um pão. A adaptação musical de 2012, dirigida por Tom Hooper conta com Hugh Jackman no papel principal, além de Anne Hathaway e Russell Crowe.

Romeu + Julieta (Romeo + Juliet – 1996)




Um dos melodramas mais famosos e clichês da literatura, escrito por William Shakespeare ganhou incontáveis adaptações teatrais e cinematográficas através dos anos. Em 1996 Baz Luhrmann criou uma versão mais pop e moderna sobre a rivalidade das famílias Capuleto e Montague, mas ainda incorporando os diálogos originais. O longa tem Leonardo DiCaprio (que se tornaria mundialmente famoso no ano seguinte por Titanic) e Claire Danes nos papeis principais. 

0 comentários:

Postar um comentário

Siga por E-mail

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.